Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > IFTM Campus Uberlândia Centro > Últimas Notícias > Alunos do curso técnico de Redes de Computadores apresentam projetos desenvolvidos para empresas
Início do conteúdo da página
Notícias

Alunos do curso técnico de Redes de Computadores apresentam projetos desenvolvidos para empresas

XIV Mostra de Projetos Interdisciplinares reuniu trabalhos das três turmas do cursos e contou com avaliadores externos

  • Por IFTM Campus Uberlândia Centro
  • Publicado em 08/12/2019 às 00:00
  • Última modificação 05/12/2019 às 19:08
Alunos explicam a avaliadora o projeto que desenvolveram para a empresa CardiON
Alunos explicam a avaliadora o projeto que desenvolveram para a empresa CardiON
Crédito: Guilherme Brasil/IFTM Udicentro

Um dos grandes objetivos de um curso técnico é fazer uma ponte com o mercado de trabalho, a partir da qual o estudante formado no Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM) possa conseguir oportunidades profissionais. Na última quarta-feira (04), foi a vez de profissionais atuantes no mercado participarem da formação desses alunos. Vinte empresários convidados pelos organizadores da XI Mostra de Projetos Interdisciplinares do Curso Técnico em Redes de Computadores, do Campus Uberlândia Centro, foram os avaliadores dos projetos apresentados pelos alunos do curso.

Evento tradicional do curso, a Mostra envolve alunos do 1º, 2º e 3º anos em torno de um desafio: conhecer uma empresa, fazer um diagnóstico das necessidades na área de Redes de Computadores, segurança da informação e afins e propor soluções. Segundo a coordenadora do curso de Redes, Maria Fernanda Soares de Almeida, a Mostra é uma oportunidade para os estudantes atuarem com demandas reais e até buscarem uma primeira oportunidade de emprego.

“Esse feedeback que os avaliadores nos dão é importante para os alunos saberem as necessidades do mercado, em que pontos eles têm que trabalhar e se dedicar mais, pois aí futuramente eles vão se inserir no mercado de acordo com essas necessidades. Diversos representantes de empresas que participam, inclusive, muitas vezes pedem nomes de alunos para contratação ou estágio. Essa aproximação do mercado, portanto, é importante tanto para a instituição, quanto para os alunos”.

Entre os empresários convidados estavam profissionais da área de tecnologia e também da área de recursos humanos. Segundo Maria Fernanda, além de ser uma oportunidade para treinar as habilidades técnicas que eles adquirem em sala de aula, também é uma chance para se relacionar com profissionais recrutadores e desenvolverem a habilidade de “vender o peixe” de seus projetos.

Um dos trabalhos presentes na Mostra foi desenvolvido na empresa CardiON, especializada em cardiologia, com mais de quinze anos de atuação em Uberlândia. Como se trata de uma empresa consolidada, as demandas de tecnologia já estão bastante desenvolvidas, mas esse foi um dos motivadores para os integrantes do grupo. “É uma empresa grande, que já tem um servidor próprio, com um funcionamento bom, então encontrar problemas em uma empresa assim é uma tarefa difícil, é um desafio. Ao final, se conseguirmos que a empresa avalie ou até escolha nossas propostas é gratificante para nós”, afirma o estudante Victor Hugo Pereira, do 2º período do curso técnico de Redes de Computadores. O grupo era formado também pelos alunos Felipe Nascentes Campos, Igor Gusmão Félix, Luiz Fernando Silva, Richard Eduardo Costa, Diego Siqueira e Matheus Bhauer.

Uma das avaliadoras presentes no evento foi Ana Cristina de Oliveira, tech recruiter da empresa Sankhya Gestão de Negócios, de Uberlândia. Para ela, que participa de projetos com o IFTM há quatro anos, é uma chance de os alunos desenvolverem habilidades. "A gente tem a oportunidade de dar para eles alguns feedbacks e oferecer a eles a experiência do ambiente corporativo. Os meninos são muito dedicados e vejo grande diferença de maturidade nos diferentes períodos. Fico muito feliz em dar alguma dica, pois eles conseguirem fazer uma boa apresentação pode favorecer em algum 'pitch' que eles possam fazer no futuro", avalia.

Mercado de trabalho

Um dos empresários avaliadores presentes na Mostra é João Rocha Neto, proprietário da da empresa Rocha Neto Consultoria em Tecnologia. Ele já atua como convidado na Mostra há quatro anos e celebra a oportunidade de contribuir para a formação dos alunos, mas sempre com olhos atentos para talentos surgidos no Instituto. Em sua empresa já passaram pelo menos oito egressos do curso de Redes e atualmente conta com quatro ex-alunos.

“Além de dar oportunidade para esses alunos que nós buscamos aqui, eu tenho também a proposta de ajudar a formar essas pessoas para trabalhar na empresa. A Rocha Neto prefere pegar esse aluno no começo, treinar esse aluno para novas habilidades e colocá-lo para trabalhar conosco. Buscamos pessoas com um bom conhecimento de base, que o IFTM dá, e dispostas a aprender. O aluno começa na empresa com trabalhos básicos e vai adquirindo novos conhecimentos e crescendo dentro da empresa”.



Assunto(s):
Fim do conteúdo da página