Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > IFTM Campus Uberlândia Centro > Últimas Notícias > Estudantes do IFTM criam jogo de cartas sobre combate ao Aedes aegypti
Início do conteúdo da página
Notícias

Estudantes do IFTM criam jogo de cartas sobre combate ao Aedes aegypti

Jogo foi desenvolvido em versão virtual e outra física.

  • Por IFTM Campus Uberlândia Centro
  • Publicado em 16/03/2016 às 12:05
  • Última modificação 16/03/2016 às 12:07
Equipe desenvolveu jogo baseado nos conhecimentos de sala de aula.
Equipe desenvolveu jogo baseado nos conhecimentos de sala de aula.
Crédito: RM

Três estudantes do curso técnico em Computação Gráfica, integrado ao Ensino Médio do IFTM Campus Uberlândia Centro, desenvolveram o jogo “Zika” com informações sobre combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus.

 

Para atrair mais jogadores, equipe criou jogo em dois formatos: um virtual usando realidade virtual aumentada (RVA) e outro com cartas físicas para impressão. “Dois formatos já estão disponíveis gratuitamente para quem quiser jogar. Após baixar e imprimir as cartas, jogador pode usá-las normalmente como um jogo de cartas. Ou, se preferir versão com RVA, ele deve fazer o download do programa e executá-lo em um computador com webcam ou notebook. Não é necessário estar conectado à Internet para jogar”, explica professor e orientador do projeto, Kenedy Lopes Nogueira.

 

“A forma de jogar é bem simples. O baralho possui 64 cartas sendo 20 verdes, 20 vermelhas, 12 brancas e 12 pretas. As verdes são ações positivas e quebram o ciclo do Aedes. As cartas vermelhas são ações negativas que permitem o aparecimento do mosquito. As brancas são ações especiais de conscientização e as cartas pretas são as doenças transmitidas pelo mosquito”, explica a estudante Bruna Aparecida de Freitas Faria.

 

Campanha de combate ao Aedes

 

Jogo é uma das ações desenvolvidas pelos estudantes do IFTM Campus Uberlândia Centro para campanha de combate ao Aedes aegypti. Nas ações das próximas semanas, o jogo impresso será levado para salas de aula no Campus e em escolas municipais para ensinar outros estudantes a jogarem.

 

“Esta é uma forma divertida e mais interativa de conscientização da população, em especial os jovens, sobre como identificar e eliminar possíveis focos de reprodução do mosquito Aedes aegypti”, destaca o estudante João Pedro Andrade Caixeta.

 

“A inciativa surgiu da vontade de unir os conhecimentos que adquirimos no curso de Computação gráfica à campanha contra o Aedes. É muito interessante poder aplicar no dia a dia o que aprendemos em sala de aula e ainda ajudar a comunidade de uma forma divertida”, enfatiza o estudante Antônio Teixeira Junqueira Neto.

 

Jogo está disponível em http://iftmzikazeroo.blogspot.com.br/

 

 

 

Jornalista Rosiane Magalhães

jornalismo.udicentro@iftm.edu.br

 



Assunto(s):
Fim do conteúdo da página