Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > IFTM participa do 1º Fórum Mineiro da Rede Federal
Início do conteúdo da página
Notícias

IFTM participa do 1º Fórum Mineiro da Rede Federal

Evento reuniu gestores e servidores de instituições mineiras da Rede Federal

  • Por IFTM Reitoria
  • Publicado em 24/06/2016 às 11:34
  • Última modificação 24/06/2016 às 18:59
IFTM compõe mesa de honra na abertura do Fórum Mineiro da Rede Federal
IFTM compõe mesa de honra na abertura do Fórum Mineiro da Rede Federal
Crédito: Ascom IFSULDEMINAS

De 22 a 24 de junho, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro (IFTM) participou do 1º Fórum Mineiro da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica realizado pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas (IFSULDEMINAS) no Palace Hotel em Poços de Caldas.

Representando o IFTM, compareceram ao Fórum o reitor Roberto Gil Rodrigues de Almeida; o pró-reitor de desenvolvimento institucional, Mauro Borges França; o pró-reitor de ensino, Luiz Alberto Rezende; o pró-reitor de extensão, Eurípedes Ronaldo Ananias Ferreira; o diretor de pesquisa e inovação, Carlos Antônio Alvarenga Gonçalves, a coordenadora geral do Centro de Idiomas e Relações Internacionais, Juliana Vilela Alves Pacheco; e o assessor do reitor, Heraldo Marcus Rosi Cruvinel.

Além do IFTM e do IFSULDEMINAS, também estiveram presentes gestores e servidores das outras quatro instituições mineiras da Rede Federal: Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG), Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG), Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG) e Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG).

A abertura do evento ocorreu na noite do dia 22 com mesa de honra composta pelo reitor do IFSULDEMINAS, professor Marcelo Bregagnoli; o presidente do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (CONIF) e reitor do Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSUL), professor Marcelo Bender; o chefe de gabinete da Secretaria de Estado da Educação, Hércules Macedo; o vice-prefeito de Poços de Caldas, Nizar El Khatib; o vice-presidente do Conif e reitor do Instituto Federal de Goiás (IFG), Jerônimo Rodrigues da Silva; o reitor do IFMG, Kléber Gonçalves Glória; o reitor do IFNMG, José Ricardo Martins da Silva; o reitor do IF Sudeste MG, Paulo Rogério Guimarães; o reitor do IFTM, Roberto Gil Almeida; e o diretor de graduação do CEFET-MG, Moacir Felizardo e França Filho.

Marcelo Bregagnoli saudou os membros da mesa e os participantes do evento dizendo que Minas Gerais deve ser considerado um exemplo de como a Rede Federal pode ser bem sucedida dentro de um mesmo estado.

O Vice-presidente do CONIF, Jerônimo Rodrigues da Silva, também acredita que o fórum abre oportunidade para importantes debates: “essas ações permitem que possamos discutir possibilidades de crescimento”.

Para o representante da Secretaria de Estado da Educação, Hércules Macedo, Minas Gerais enfrenta grandes desafios por conta de sua grande extensão territorial. O chefe de gabinete mencionou ainda que a Secretaria de Estado da Educação está à disposição da Rede.

O reitor do IFTM, Roberto Gil, também reforçou a importância do evento ao possibilitar a troca de saberes e experiências entre os integrantes da Rede Federal, fortalecendo, assim, os IFs mineiros: “é preciso trabalhar em conjunto, construir coletivamente os diversos processos que fazem parte da rotina dos Institutos Federais como o ensino, a pesquisa e a extensão, a administração, a comunicação, entre outros”.


Palestras

O presidente do CONIF, Marcelo Bender, palestrou sobre o “Panorama da Rede Federal de Educação, Ciência e Tecnologia”, abordando sua história, com destaque para a criação dos Institutos Federais (IFs) em 2008. Enfatizou que o diferencial dos IFs está no estímulo à capacitação de seus servidores e na oferta de uma educação cidadã, com potencial inclusivo e focada na formação de pessoas criativas e empreendedoras para o mundo do trabalho.

Como ações para a rede, o presidente do CONIF mencionou: a consolidação do projeto dos Institutos Federais com a garantia de transformação da Rede Federal em uma política de estado e não de governo; a construção de um planejamento estratégico para a Rede a partir do CONIF; melhorar os Programas de Internacionalização; e a criação de políticas consistentes para fomento da pesquisa aplicada,da inovação e da capacitação.

A diretora de formação profissional da Escola Nacional de Administração Pública (ENAP), Maria Estela Reis, esteve à frente da conferência sobre “Gestão Pública em Tempos de Crise”.

Como desafios para as políticas públicas, a palestrante salientou que é preciso haver um maior balanceamento entre medidas econômicas e ações sociais. Outros desafios comentados foram: melhoria do gasto público; capacidade do poder público atuar com probidade e transparência e a participação da população nas políticas públicas. “O governo terá de adotar, ao mesmo tempo, ações que minorem, no curto prazo, o sofrimento das pessoas, sobretudo nas regiões mais pobres, sejam rincões ou periferias metropolitanas”, afirmou.

Para a diretora, o que se espera de um gestor em tempos de crise é que ele seja capaz de formar equipes de forma contínua, qualificando-os para o inesperado; adequar as instituições para lidar com a incerteza e a inovação e reavaliar as políticas a partir de profundo conhecimento das realidades nacionais e à luz do contexto internacional.


Grupos de Trabalho (GTs)

No dia 23 de junho,foram organizados grupos de trabalho específicos, reunindo profissionais para debater ideias, expor relatos de sucesso e discutir dificuldades no dia a dia das instituições.

 Após exposições e discussões, os grupos produziram um relatório contendo as atividades desenvolvidas ao longo do dia. O documento foi apresentado durante o encerramento do Fórum, nesta sexta-feira, dia 24 de junho.

Os GTs foram divididos pelas temáticas: Ensino; Educação a Distância; Extensão; Assessoria Internacional; Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação; Administração, Contabilidade, Contratos, Compras e Licitações; Gestão de Pessoas; Desenvolvimento Institucional e Obras; Ingresso, Concurso e Vestibulares; Comunicação Social, Tecnologia da Informação; Educação no campo, Fazenda Escola, Cooperativa e Fundações.

Fonte: Assessoria de Comunicação – IFSULDEMINAS/Campus Poços de Caldas (com adaptações)



Assunto(s):
Fim do conteúdo da página