Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > IFTM Campus Uberaba > Últimas Notícias > Projeto de Uberaba é pioneiro no controle biológico da praga do milho
Início do conteúdo da página
Notícias

Projeto de Uberaba é pioneiro no controle biológico da praga do milho

Alunos do IFTM Campus Uberaba que participaram do Projeto foram premiados na 4ª Feicinctec

  • Por IFTM Campus Uberaba
  • Publicado em 05/01/2017 às 09:01
  • Última modificação 05/01/2017 às 09:23

Apesar do alto nível de produtividade, a cultura do milho - considerada a terceira maior cultura agrícola do mundo - é diretamente afetada por insetos. Uma das principais pragas que atinge este tipo de plantação é a Spodoptera frugiperda, conhecida popularmente como Lagarta do Cartucho. Segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), esse inseto pode reduzir a produção do grão entre 34% e 52%, e atacar cerca de 100 culturas além do milho, entre elas sorgo, arroz, algodão, soja e pastagem.

Diante deste cenário, uma empresa de Uberaba desenvolveu um projeto pioneiro no Brasil e no mundo, para fabricar um bioinseticida que substitui ou complementa o uso de inseticidas químicos. Uma parceria entre o Sebrae Minas, a empresa de biotecnologia Vitae Rural Biotecnologia - VR Biotech, a Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), o Parque Tecnológico de Uberaba, o Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM), a Finep, o CNPq e a Embrapa Milho e Sorgo - com o pesquisador Fernando Valicente -, viabilizou o desenvolvimento de um processo industrial para a fabricação de um produto a base de Baculovirus spodoptera, capaz de combater a Lagarta do Cartucho, e passível de ser multiplicado no ambiente industrial.

A Vitae Rural Biotecnologia fechou contrato com a Embrapa e conseguiu, via Edital Senai de Inovação, recursos na ordem de R$ 400 mil para o desenvolvimento do processo industrial de fabricação.

Segundo a analista do Sebrae Minas em Uberaba, Andrea Marques Lima, a captação do recurso foi possível via comitê de editais de captação de recursos, criado pelo Sebrae. “Por meio do comitê conseguimos aprovações em vários editais. Dessa forma, colaboramos para que nossos parceiros tenham os recursos de editais de patrocínio, que são instrumentos essenciais para a sustentabilidade de uma organização”, afirmou. (DC)

Fonte: Jornal de Uberaba



Assunto(s):
Fim do conteúdo da página