Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > IFTM Campus Uberaba > Últimas Notícias > “Pint of Science” é sucesso na cidade de Uberaba
Início do conteúdo da página
Notícias

“Pint of Science” é sucesso na cidade de Uberaba

O IFTM esteve envolvido em todo o processo de organização

  • Por IFTM Campus Uberaba
  • Publicado em 25/05/2018 às 15:30
  • Última modificação 25/05/2018 às 15:33
Primeiro dia de debates, professor Aldo Pedrosa
Primeiro dia de debates, professor Aldo Pedrosa
Crédito: Organização do evento

Criado na Inglaterra, o evento internacional denominado Pint of Science leva pesquisadores a lugares não convencionais, como restaurantes, bares e cafés, para falar de forma acessível e divertida sobre a ciência.

Em Uberaba, o Pint of Science aconteceu entre os dias 14 e 16 maio e, o campus Uberaba aproveitou a oportunidade para dialogar de maneira informal com a comunidade externa, facilitando a compreensão de aspectos também relacionados à tecnologia e à inovação produzidas pela instituição.

A programação contou com a participação de professores de diversas áreas do campus Uberaba como debatedores. No dia 14 de maio, Aldo Luís Pedrosa da Silva falou sobre “Sociedade virtual: quando aparecer se confunde com o ser”,  em 15 de maio, foi a vez de Eduardo Jardel Veiga Gonçalves falar sobre “Vamos inovar o mundo com a inovação tecnológica?”.

Para Rodrigo Leitão, diretor-geral do campus Uberaba, falar sobre a ciência em um ambiente acadêmico acontece diariamente e de forma quase que automática, porém, “enquantos instituições profissionais e tecnológicas, cujo ensino ocorre de maneira verticalizada, do médio/técnico até a especialização stricto sensu (mestrado profissional), temos como nosso dever enquanto educadores levar até a comunidade a produção realizada por meio de nossas pesquisa aplicadas”.

O Pint of  Science aconteceu na semana de comemoração aos 65 anos do campus Uberaba, sendo um dos eventos programados para 2018.

Como nasceu o Pint of Science?

A ideia surgiu depois que dois pesquisadores do Imperial College London, Michael Motskin e Praveen Paul, organizaram um evento chamado Encontro com Pesquisadores, em 2012. Nesse encontro, pessoas com Alzheimer, Parkinson, doenças neuromusculares e esclerose múltipla foram convidadas para conhecer os laboratórios dos cientistas e ver de perto o tipo de pesquisa que realizavam.

A experiência foi tão inspiradora que a dupla decidiu propor um evento em que os pesquisadores pudessem sair das universidades e institutos de pesquisa para conversar diretamente com as pessoas e assim, em maio de 2013, surgiu o Pint of Science.

De lá para cá, o evento cresceu – em 2018, serão 21 países – e a meta é ampliá-lo cada vez mais. “Quero levar o Pint of Science para todas as cidades do mundo e comunicar a ciência como ela é: divertida, fascinante e inspiradora”, diz Motskin em seu perfil na página internacional do evento.



Assunto(s):
Fim do conteúdo da página