Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > IFTM Campus Uberlândia Centro > Últimas Notícias > Peça teatral baseada na obra de Nelson Rodrigues vira tema de estudos para 60 estudantes
Início do conteúdo da página
Notícias

Peça teatral baseada na obra de Nelson Rodrigues vira tema de estudos para 60 estudantes

Alunos assistiram à peça no Teatro Municipal e farão discussão em grupo de estudos sobre o teatro no Brasil

  • Por IFTM Campus Uberlândia Centro
  • Publicado em 14/06/2018 às 00:00
  • Última modificação 14/06/2018 às 09:11
Para muitos alunos, ver a peça Boca de Ouro foi o momento da primeira experiência no teatro
Para muitos alunos, ver a peça Boca de Ouro foi o momento da primeira experiência no teatro
Crédito: Divulgação

Nelson Rodrigues é um velho conhecido da dramaturgia brasileira e, ainda que falecido há quase 40 anos, sua obra continua a reservar experiências emocionantes para plateias completamente novas. É o caso de um grupo de 60 estudantes do Campus Uberlândia Centro, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro (IFTM), que está estudando a obra “Boca de Ouro”, escrita em 1959. No último sábado, esses estudantes assistiram a uma adaptação da peça no Teatro Municipal de Uberlândia e, nesta sexta-feira (14/06) vão se reunir no Campus para compartilhar suas impressões sobre a montagem.

Com direção de Gabriel Vilela, a peça de Rodrigues conta a história do bicheiro Boca de Ouro, que trocou todos os dentes por uma joia como dentadura. Chamado na peça de "Drácula de Madureira", ele acaba assassinado e seu passado é vasculhado por um repórter. A história se desenrola a partir dos relatos de dona Guigui, ex-amante do bandido carioca. Antes de conferir o desempenho de atores como Malvino Salvador, que interpreta o bicheiro, e outros grandes nomes do teatro, como Lavínia Pannunzio e Mel Lisboa, os alunos do Campus Udicentro estudaram o texto em uma oficina sobre Teatro.

“Foi uma oportunidade de os alunos verem na prática toda a teoria que vêm aprendendo nas aulas de Artes. Eles puderam perceber como acontece uma montagem teatral profissional, desde a adaptação do diretor, até aspectos como figurino e cenário. Além de o elenco ter nomes consagrados do teatro, o texto de Nelson Rodrigues é um clássico da dramaturgia modernista brasileira e associado à direção de Gabriel Vilela, um dos maiores diretores do Teatro Contemporâneo no Brasil, ficou ainda mais especial”, afirma o professor Dickson Duarte Pires, que coordenou o trabalho com os alunos ao lado da professora Gyzely Suely Lima.

“O texto original foi estudado em sala de aula e foi muito interessante para eles ver esse material representado cenicamente. Foi possível perceber os aspectos que o diretor trouxe para a obra e a riqueza de detalhes na interpretação dos atores. Outro aspecto interessante foi ver a trilha sonora entrelaçar o texto”, complementa a professora Gyzely, que também destacou a ajuda do produtor da peça, Carlos Guimarães, para viabilizar a visita técnico cultural dos alunos ao teatro.

A ida ao Teatro Municipal se deu dentro do contexto da oficina Grupo de Estudos do Teatro no Brasil, desenvolvida como uma das Oficinas do Conhecimento no Campus Udicentro nesse semestre. Os alunos interessados se inscreveram, participaram de uma discussão sobre o texto de Nelson Rodrigues e, nesta sexta, no gramado do Campus, vão se reunir para discutir suas impressões sobre a peça. A intenção dos organizadores é que outras peças possam ser trabalhadas até o fim do ano.

Formação de plateia

Mais do que contemplar a adaptação de um texto de um grande dramaturgo brasileiro, para muitos alunos a peça foi especial porque foi a primeira experiência teatral de suas vidas. É o caso de Lucas de Araujo Queiroz, que nunca tinha ido ao teatro, mas ficou tão interessado que fez questão de conversar, após o espetáculo, com o protagonista da peça sobre o trabalho.

“Foi minha primeira peça e eu gostei muito. Consegui perceber diferenças do texto original e do texto da montagem e conversei com o Malvino (Salvador) sobre isso. Ele é uma pessoa super educada e, assim como os outros atores, foi muito legal. Gostei da experiência e quero ir novamente”, afirma.

Para o Campus, também foi uma experiência nova, pois pela primeira vez um grupo de alunos conseguiu acompanhar uma peça teatral no Teatro Municipal de Uberlândia, inaugurado no fim de 2012. O professor Dickson destaca que essa ação é importante tanto para o Campus, quanto para a área cultural da cidade.

“Para os nossos alunos, é muito importante que a Instituição ofereça a eles esse tipo de experiência, pois complementa o conteúdo das aulas e ajuda também na formação de plateia para o teatro, inserindo nossos estudantes na apreciação teatral da cidade. Eles passam, cada vez mais, a valorizar o produto artístico, além de desenvolverem habilidades de convício social e interação interpessoal”, avalia.



Assunto(s):
Fim do conteúdo da página