Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Processo seletivo > Perguntas frequentes
Início do conteúdo da página

Perguntas frequentes

Nesta seção são divulgadas as perguntas frequentes sobre o IFTM e ações no âmbito de sua competência

CPF e carteira de identidade.

CPF - a Receita Federal vai lançar sistema que irá possibilitar tirar CPF pela internet. Atualmente o CPF é emitido pelas Unidades de Atendimento Integrado – UAI, agências do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal ou Correios. Mais informações veja no site http://tirarcpf.com/como-tirar-cpf-pela-internet.php.

Carteira de Identidade - é emitida pelas Secretarias de Segurança Pública (SSP) dos Estados e é válida em todo o território nacional. Atualmente o RG está sendo expedido nas Unidades de Atendimento Integrado – UAI. Leve os seguintes documentos: 2 fotos 3x4, iguais e recentes; Certidão de Nascimento (original e cópia) ou Certidão de Casamento (original e cópia) e CPF.

Não. Os documentos que são aceitos como identificação são os seguintes: cédulas de identidade expedidas pelas Secretarias de Segurança Pública, Forças Armadas, Polícia Militar e Polícia Federal; cédulas de identidade para estrangeiros, expedidas pelo Ministério das Relações Exteriores; cédulas de identidade fornecidas por ordens ou conselhos de classes que, por Lei, valham como documento de identidade; Carteira de Trabalho e Previdência Social, bem como a Carteira Nacional de Habilitação com fotografia, na forma da Lei nº 9.503, de 1997.

O técnico integrado ao ensino médio é um curso onde o estudante faz o curso técnico junto com o ensino médio no Instituto. O curso é para candidatos que concluíram o ensino fundamental, tem duração de três anos e é realizado em tempo integral.

O curso técnico na forma concomitância externa, o estudante cursará o curso técnico no IFTM e o Ensino Médio em outra instituição de ensino, caso não o tenha concluído. O curso é para candidatos que concluíram o ensino médio ou que estejam cursando o 2º ou 3º ano do ensino médio.

Os cursos são gratuitos, não tem nenhuma mensalidade.

Não importa a idade. O pré-requisito para ingresso nos cursos refere-se à escolaridade.

O ingresso nos cursos superiores será feito pelo SiSU – Sistema de Seleção Unificada. O candidato deverá fazer as provas do ENEM . As inscrições para o SiSU deverão ser efetuadas na página www.sisu.mec.gov.br.

Não. Na inscrição você deverá escolher se quer participar do processo pela reserva de vagas ou da ampla concorrência.

Não. No ato da inscrição você pode optar por participar do processo seletivo pela reserva de vagas ou ampla concorrência.

Não, de acordo com a Lei Nº 12711/2012 só poderão concorrer às vagas reservadas candidatos que tenham cursado integralmente seus estudos em escola pública.

Você deverá acessar o site www.iftm.edu.br/ingresso em “INSCRIÇÕES” e clicar no processo seletivo que esta participando (Ex.: pós-graduação; técnicos/ensino médio; etc). Clicar em “2ª via do boleto/GRU”, colocar seu CPF e senha. Imprimir o boleto bancário/GRU.

É fundamental a leitura do Edital para sanar seus problemas/dúvidas. Caso persista, o candidato deverá passar um e-mail para ingresso@iftm.edu.br informando seu nome, curso pretendido, câmpus, telefone para contato e demais informações que achar necessário e explicar com clareza seu problema/dúvida.

As alterações só podem ser feitas antes do pagamento da taxa de inscrição no site www.iftm.edu.br/ingresso em “INSCRIÇÕES” - Alterar dados, coloque seu CPF e senha e faça a devida alteração. Qualquer dúvida entre em contato com a Copese – Comissão Permanente de Processo Seletivo pelo e-mail ingresso@iftm.edu.br - tel. (34)33261135/1148.

Neste programa de inclusão social o candidato poderá obter bônus acrescido a sua nota, se indicar no ato da inscrição a participação no programa de inclusão social e entregar os documentos exigidos. Ver os documentos exigidos em Edital.

Caneta esferográfica azul ou preta, documento de identificação, cartão de inscrição e comprovante de pagamento da taxa de inscrição. O candidato deverá chegar trinta minutos antes do horário previsto para o início das provas.

Do 1º ao 9º ano. Desde 2006, a duração do Ensino Fundamental, que era de 8 anos, passou a ser de 9 anos. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB 9395/96) foi alterada em seus artigos 29, 30, 32 e 87, através da Lei Ordinária 11.274/2006, e ampliou a duração do Ensino Fundamental para 9 anos, estabelecendo como prazo para implementação da Lei pelos sistemas de ensino, o ano de 2010. O Ensino Fundamental passou então a ser dividido da seguinte forma:

  •  Anos Iniciais – compreende do 1º ao 5º ano, sendo que a criança ingressa no 1º ano aos 6 anos de idade.
  • o Anos Finais – compreende do 6º ao 9º ano.

Os sistemas de ensino têm autonomia para desdobrar o Ensino Fundamental em ciclos, desde que respeitem a carga horária mínima anual de 800 horas, distribuídos em, no mínimo, 200 dias letivos efetivos.

Fim do conteúdo da página