Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > IFTM Campus Uberaba > Últimas Notícias > Estudantes do campus Uberaba participam de videoconferência “Parler Français”
Início do conteúdo da página
Notícias

Estudantes do campus Uberaba participam de videoconferência “Parler Français”

O encontro aconteceu no início deste mês

  • Por IFTM Campus Uberaba
  • Publicado em 30/11/2018 às 10:07
  • Última modificação 30/11/2018 às 10:09

Das 17h às 18h30, do dia 12 de novembro, estudantes do FLE do Centro de Idiomas do IFTM campus Uberaba estiveram reunidos em um momento de diálogo e aprendizado com o professor Lionel Antoine Feral, natural de Bourdeaux/França.

O evento “Parler Français”, organizado pela professora Aline Taís Cara Pinezi, teve o objetivo de promover aos estudantes uma nova experiência: falar com um francês sobre curiosidades desta língua.

Ao iniciar sua fala, Lionel apresentou sua formação e Geografia e História e mencionou sua atuação como docente da língua francesa, além disso, falou sobre a relevância do idioma, uma vez que é falado nos cinco continentes do planeta.

Na ocasião, o ministrante deu dicas de como falar bem a Língua Francesa, destacando alguns pontos bastante importantes, segundo ele, para bem se expressar em francês e para impressionar os franceses. O primeiro deles é a “politesse”, ou seja, a gentileza ao iniciar uma conversa. Sobre isso, Lionel apontou cinco expressões “mágicas” que garantirão um contato tranquilo nas situações do dia a dia, sendo elas: bonjour, je voudrais, s’il vous plaît, merci e au revoir, palavras básicas para manter um diálogo respeitoso. 

Além disso, o professor falou sobre como o idioma francófono é mais “fechado” em sua pronúncia, diferentemente do Português brasileiro, que apresenta prosódia mais “aberta”. Por isso, é interessante tentar falar o francês com a expressão facial menos “sorridente”.

No que diz respeito à gramática, Lionel argumentou que seu aprendizado é fundamental, visto que a Língua Francesa, bem como os próprios franceses, são tradicionais, prezando em suas conversas diárias pelo bom conhecimento gramatical, sobretudo no que diz respeito à utilização dos pronomes.

“Após essas dicas valiosas, o conferencista abordou questões culturais levantadas pelos alunos do CENID em perguntas feitas em francês. O professor Lionel Antoine Feral falou sobre a malha ferroviária francesa e sobre como sonha que seu bom funcionamento possa ser inspiração para o Brasil, um país tão grande que ganharia muito em mobilidade seguindo esse exemplo. Falou também sobre o conceito de “público” que, segundo ele, é diverso ao se comparar a França e o Brasil: para os franceses, as instituições públicas são para todos, indistintamente. Já no Brasil, de acordo com a visão de Lionel, elas se destinam principalmente aos menos favorecidos. Ainda no contexto das diferenças de mentalidade, ele dialogou sobre os trabalhos manuais. Para ele, o Brasil não valoriza suficientemente esse tipo de atividade tão central para os franceses; lá, todos apreciam le bricolage, nos contou a professora Taís.

“Por fim, o professor deu uma dica aos que forem visitar a França: conhecer as pequenas comunas. De acordo com Lionel, a cultura francesa está diretamente ligada ao cotidiano das pessoas que vivem nesses vilarejos; então, não basta conhecer apenas Paris, mas sim diferentes regiões do país, suas atividades e costumes mais corriqueiros, a fim de fazer uma experiência de vivência da cultura francesa”, finalizou Taís Pinezi.

 



Assunto(s):
Fim do conteúdo da página